30 de dezembro de 2009

Anestesia e Segurança do Paciente

Como o Anestesiologista Pode Contribuir para a Prevenção de Infecção no Paciente Cirúrgico
Ways the Anesthesiologist Can Contribute to the Prophylaxis of Infection in the Surgical Patient
Ferreira FAPB, Marin MLG, Strabelli TMV, Carmona MJC

Artigo de Revisão publicado na Rev Bras Anestesiol 2009; 59: 6: 756-766

Nesta revisão foram abordadas as causas de infecção no paciente cirúrgico e discutiu-se como a adequada administração de antibióticos, o controle térmico e glicêmico e as estratégias de ventilação mecânica, hidratação e transfusão podem reduzir as taxas de infecção no paciente cirúrgico. O anestesiologista é considerado o profissional que deve intervir no intraoperatório com medidas simples para otimizar o atendimento do paciente cirúrgico e diminuir índices de infecção.

17 de dezembro de 2009

17 de dezembro: apresentação da Política de Avaliação do Risco Anestésico Cirúrgico e da Monitorização no Período Intraoperatório


Não esqueça: hoje, às 20h30 no Auditório 4 – IEP/HSL, será realizada a apresentação da Política de Avaliação do Risco Anestésico Cirúrgico e da Monitorização no Período Intraoperatório.

Esta política faz parte do Programa Institucional do Hospital Sírio Libanês e do SMA (Serviços Médicos de Anestesia) - “Segurança no Período Perioperatório - 10 Passos para Anestesia Segura”, e consolidou-se a partir de duas oficinas realizadas no Hospital, em outubro de 2009.

O tema é de grande relevância para toda Instituição, visto que busca as melhores práticas em medicina e a diminuição do risco em anestesia e no período perioperatório.

Participe!

16 de dezembro de 2009

Palestra: Anestesia e Segurança - Prof. Dr. José Otávio Costa Auler Júnior

O Professor Doutor José Otávio Costa Auler Júnior apresentou o material disponibilizado abaixo nas Oficinas de Segurança em Anestesia e Período Perioperatório, realizadas nos dias 27 e 29 de outubro.

Foi a partir destas destas Oficinas que consolidou-se a Política de Avaliação do Risco Anestésico Cirúrgico e da Monitorização no Período Intraoperatório, parte do Programa Institucional do Hospital Sírio Libanês e do SMA (Serviços Médicos de Anestesia).

A reunião para apresentação desta política será:
Dia 17/12/2009 às 20h30
Hospital Sírio Libanês - Auditório 4 do IEP

11 de dezembro de 2009

Convite para próxima reunião da Anestesia Segura

Dando continuidade à agenda do Programa Institucional do Hospital Sírio Libanês e do SMA (Serviços Médicos de Anestesia) - “Segurança no Período Perioperatório - 10 Passos para Anestesia Segura”, todos estão convidados a comparecer na próxima quinta-feira, dia 17 de dezembro de 2009, às 20h30 no Auditório 4 – IEP/HSL para a apresentação da Política de Avaliação do Risco Anestésico Cirúrgico e da Monitorização no Período Intraoperatório.

Esta política consolidou-se a partir de duas oficinas realizadas no Hospital, em outubro de 2009, com a participação de médicos de diversas especialidades, cirurgiões, clínicos, anestesiologistas e outros profissionais da área, como enfermeiros.

Este tema é de grande relevância para toda Instituição, visto que busca as melhores práticas em medicina e a diminuição do risco em anestesia e no período perioperatório.

Sua participação é muito importante!

7 de dezembro de 2009

Palestra Dr. Enis Donizetti Silva: Riscos Inerentes aos Procedimentos Anestésicos

Conforme prometido, estamos disponibilizando material utilizado na palestra do Dr. Enis, nas Oficinas de Segurança em Anestesia e Período Perioperatório.


Outras apresentações serão publicadas em breve.

1 de dezembro de 2009

Oficinas de Segurança em Anestesia e Período Perioperatório

Nos dias 27 e 29 de outubro de 2009 foram realizadas duas oficinas onde foram debatidos temas como: Riscos em Anestesia, Definindo o Risco e o Cuidado Perioperatório e Por que Implementar Diretrizes no Cuidado Perioperatório, entre outros.

Como palestrantes participaram o dr. Enis Donizetti Silva, Coordenador da Anestesia do Hospital Sírio Libanês, a enfª Vera Lúcia Borrasca, Gerente de Risco do Hospital Sírio Libanês, a dra. Fabiane Cardia Salman, Gerente Médica e Coordenadora do Comitê de Qualidade e Segurança – SMA, a dra. Cláudia Marquez, Coordenadora da Educação Continuada e Treinamento do SMA e do ICESP e o prof. Dr. José Otavio C. Auler Jr, Professor Titular da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Cirurgia - Disciplina de Anestesiologia.

O objetivo destas oficinas é discutir sobre as melhores práticas em medicina e os métodos para a diminuição dos riscos em anestesia, além de aumentar a qualidade da assistência prestada ao paciente no período perioperatório por meio da troca de experiências e discussão de casos baseados na literatura nacional e internacional.

Estas Oficinas contaram com a presença de médicos de diversas especialidades, como cirurgiões, clínicos, anestesiologistas, além de outros profissionais da saúde como enfermeiros.

Nos próximos dias vamos disponibilizar as palestras apresentadas nas Oficinas.

Fiquem atentos às novidades!

30 de novembro de 2009

“A Anestesia é segura? Tem riscos?”

Quantas vezes nos deparamos com questões como estas durante a consulta com pacientes e na avaliação pré-anestésica? Sem dúvidas, tivemos uma melhora estatística significante nas últimas décadas: nos anos 70, a mortalidade durante procedimentos anestésicos era de aproximadamente 1 paciente a cada 5.000 e atualmente, em países desenvolvidos, esta taxa está em torno de 1 para 200.000.

“Mas, os riscos atuais são aceitáveis?” Segundo o dr. Alan F. Alegre, da Universidade de Auckland, Nova Zelândia, a Segurança em Anestesia está muitas vezes relacionada aos avanços dos equipamentos e medicamentos utilizados nos procedimentos e varia baseada nas disparidades regionais sócio-econômicas e culturais, com divergências em diversos países. A África, por exemplo, possui taxa de mortalidade relacionada à anestesia bem superior à Austrália (1:150 no Togo e 1: 185.000 na Austrália).

No Brasil, a situação não é diferente. Temos Austrália e África em uma mesma região geográfica, o que torna a implementação de um Projeto Nacional de Segurança em Anestesia um desafio.

A transição demográfica que vem ocorrendo nas últimas décadas, com o aumento da expectativa de vida nos extremos de idade - recém-nascidos prematuros com cardiopatias congênitas que não sobreviviam e hoje são submetidos a procedimentos cirúrgicos e diagnósticos, e pacientes mais idosos (100 anos não é mais novidade) que, com mais patologias associadas e riscos, invertem a pirâmide etária. A previsão da OMS é de que em 2050 a população de idosos seja maior que a de jovens, fato que deve ser criteriosamente avaliado no Planejamento em saúde.

Quanto aos serviços de saúde, os procedimentos nas áreas Diagnóstica e Terapêutica (fora do Centro Cirúrgico) têm aumentado de forma significativa. Podemos até considerar atualmente que a maioria dos procedimentos fora do Centro Cirúrgico é menos invasiva quando comparada com os realizados em ambiente cirúrgico, entretanto, não podemos afirmar ser menos complexos. Muitas vezes estes ambientes de exames possuem estrutura precária e monitorização inadequada, o que pode representar aumento de riscos não somente assistenciais (eventos adversos), mas também ocupacionais, ambientais e (por que não?) jurídicos, financeiros e de imagem.

Muito tem se falado internacionalmente em Anestesia Segura: Safe Anesthesia, Sicheren Anästhesie,التخدير الآمن, 安全的麻醉, sikker anæstesi, coffre-fort anesthésie, sicuro anestesiaהרדמה בטוחה .

Mas, o que tem sido feito efetivamente para aumentar a segurança nos procedimentos anestésicos?

A Segurança em Anestesia é um Modelo a ser seguido ou um Mito?

Baseada nestas questões foi desenvolvida a Campanha: SEGURANÇA NO PERÍODO PERIOPERATÓRIO: 10 PASSOS PARA A ANESTESIA SEGURA, que tem como intuito estimular a discussão nacional acerca do assunto e criar um fórum para troca de experiências e conhecimentos: o blog ANESTESIA SEGURA.

26 de novembro de 2009

Campanha Segurança no Período Perioperatório: 10 passos para a Anestesia Segura

Como parte desta campanha, o Comitê de Qualidade e Segurança em Anestesia do SMA inaugura um novo canal: o blog Anestesia Segura.

Para esta campanha idealizamos algo que fosse diferente de tudo o que já foi realizado: alguns passos já foram dados e outros ainda estão por vir. De uma maneira atraente e interativa, nosso objetivo é reforçar conceitos de Segurança no cuidado anestésico e estimular os profissionais às melhores práticas de consenso internacional.

O tabuleiro é a peça-chave desta campanha. Ele simula um procedimento anestésico e, ao final dos 10 passos, o anestesiologista terá realizado uma Anestesia Segura.


Esperamos que este espaço se torne um ponto de encontro para profissionais da área da Saúde, onde se estabeleça uma discussão aberta e construtiva.

Em paralelo ao blog, outras ações serão realizadas: acompanhe as novidades por aqui.

Pesquisar neste blog

Ocorreu um erro neste gadget